Total de visualizações de página

Quem sou eu

Minha foto
Botafogo, Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Consultor de Tecnologia da Informação | www.anagauna.eti.br | WhatsApp: +55 (21) 97937-1230 | @amgauna | @anagaunatech

Translate

quinta-feira, 31 de outubro de 2019

terça-feira, 8 de outubro de 2019

Guia para uma Reunião Perfeita (estudo)

Reunião


Reuniões são muitas vezes vistas como um mal necessário. Colocar o time para atualizar as políticas da empresa, fazer uma apresentação para um cliente, ouvir os novos planos de um fornecedor ou costurar uma nova parceria são ótimos motivos para uma reunião, porém seu sucesso dependerá de algumas variáveis.

Não faltam guias e listas de elementos para a reunião perfeita, então relacionamos aqui uma contribuição com informações de fontes variadas e da nossa experiência pessoal.

1) Planejamento é essencial

Não adianta fugir, uma boa e proveitosa reunião requer planejamento. O objetivo da reunião deve ser o centro das atenções, e deve se restringir o gasto de tempo em outros assuntos.

Após uma quebra de gelo inicial, deve-se ajustar o foco e deixar as amenidades para o final da reunião ou para a hora do cafezinho.
Lembre-se sempre que boas reuniões são fruto de uma prévia preparação. Uma pauta para a reunião deve ser elaborada, deve ser informada a todos os participantes e cumprida. Isso vai te ajudar a ser mais conciso e não correr o risco de não conseguir abordar todos os pontos necessários.
2) Seleção dos participantes

Só as pessoas diretamente envolvidas com as decisões da reunião devem estar presentes. Respeite o tempo de todos e convide apenas as pessoas que farão diferença no assunto a ser tratado ou que tenham alguma ligação direta com a solução proposta.
3) Gerenciamento de tempo
O tempo deve ser restrito e utilizado com sabedoria, e preferencialmente controlado por um colaborador. Tempo exagerado leva à demora do término da reunião e à perda do foco. A limitação de tempo pode servir de motivação para a concentração. Pontualidade no horário de início e de encerramento é imprescindível.
Reuniões que simplesmente comunicam decisões já tomadas podem ser facilmente substituídas por um email. Evite o desperdício de tempo dos participantes e o seu também sabendo priorizar os assuntos e se realmente os mesmos precisam ser tratados presencialmente.
4) Ata da Reunião

Uma ata da reunião registra as decisões tomadas, os próximos passos e os responsáveis por eles, além dos prazos a serem cumpridos. Uma pessoa deve ser escolhida para esta função antes da reunião.
Com a ata da reunião o colaborador pode deixar todos cientes do que foi conversado, inclusive aqueles que por algum motivo não puderam comparecer mas possuem tarefas relacionadas ao assunto. Compartilhe a ata da reunião via email para todos os participantes, dessa forma a comunicação e os próximos encontros serão mais produtivos.
5) Local da reunião
O local da reunião é uma questão essencial. Este deve ter todas as facilidades para uma apresentação, uma videoconferência, além de elementos básicos como wi-fi, boas cadeiras e iluminação adequada.
Papel, lápis e canetas devem estar disponíveis para todos os participantes, assim como água e café, que são um conforto básico e uma ajuda na hora de deixar o time alerta.
Lugares descontraídos podem ser ótimos para os processos criativos, mas na hora de tomar decisões um lugar privativo ajuda para que todo mundo esteja bem focado.
Uma sala de reunião clássica deve ter televisão, retroprojetor, wifi de alta velocidade e café liberado para todos.
Se a reunião for do tipo workshop com dinâmicas de grupo, isso requer um ambiente mais descontraído, uma sala mais ampla com diferentes tipos de mesa, televisão, retroprojetor, wifi de alta velocidade, buffet básico e café liberado para todos.


Administração Predial


Administração Predial / Administração de Condomínio

Ata de reunião de Assembléia (AGO / AGE)

https://www.sindiconet.com.br/informese/a-ata-da-assembleia-colunistas-inaldo-dantas

Observei que em algumas atas de reunião de assembléia, tem pessoas que fazem abreviação em nome de pessoas e nome de empresas. O correto é na ata AGO ou ata AGE conter o nome completo das pessoas, e o nome completo das empresas com cnpj, quando existe a menção dentro da ata AGO ou AGE.

lei 4591? http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L4591.htm


Lá não faz menção a nenhum secretário de mesa. Lá só faz menção a Sindico, Subsindico, e membros do conselho consultivo. Eles é quem foram eleitos na reunião de assembléia. Então, quem tem que rubricar todas as folhas e assinar na última folha para esse documento ter valor legal, é o sindico e o subsindico, e os membros do conselho que foram eleitos. Esses secretários de mesas não são os responsáveis legal que representam o prédio.

E no seguro de incêndio obrigatório anual 

(Lei 10406 Código Civil Brasileiro
 http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/2002/l10406.htm

notei que algumas empresas de seguro fazem a abreviação do nome da razão social do condomínio e a abreviação do nome das pessoas na apólice do seguro de incêndio. 


O correto é na apólice do seguro obrigatório de incêndio, conter o nome completo da razão social do condominio com cnpj, e o nome completo dos condôminos (proprietários de imóveis) do prédio. 

Esse tipo de documento tem que sempre conter o nome completo das pessoas com cpf e razão social completa das empresas com cnpj. É total errado esse tipo de documento conter os nomes com abreviação.

segunda-feira, 7 de outubro de 2019

Inovação (estudo)

INOVAÇÃO




1) Conceito de Inovação:

Inovação é a concepção de um novo produto, processo de produção ou a agregação de novas funcionalidades a um produto que implique em ganho de qualidade ou produtividade, resultando em maior competitividade no mercado.
Para a empresa crescer, evoluir e sobreviver, é preciso enfrentar os desafios da concorrência, que hoje é globalizada.  
A inovação é uma das principais formas pelas quais sua empresa pode agregar valor ao negócio.

2) Tipos de Inovação:

Inovação de Produto = É a criação ou realização de adaptações em um produto já existente, que contribua para melhorias em sua funcionalidade.

Inovação de Serviço = É a criação ou adaptações de um serviço que envolve mudanças nas suas propriedades, funcionalidades e aplicações, trazendo um importante diferencial competitivo para a sua empresa.

Inovação de Processo = Ocorre quando sua empresa implanta uma inovação que muda radicalmente um processo ou cria um processo.

Inovação de Marketing = Está ligada a uma nova forma de se comunicar com seu público, através de produtos e serviços.

Inovação Organizacional = É a implementação de um novo método organizacional nas práticas da empresa, na organização do seu local de trabalho,  ou em suas relações externas.

3) Intensidade da Inovação:

A inovação incremental envolve pequenas mudanças em produtos, serviços e processos que gerem benefícios ao consumidor, sem, contudo, mudar o modelo de negócio.  Considerando a intensidade da inovação, analise as constantes transformações pela quais um determinado produto passou nos últimos anos.  Ou seja, na inovação incremental, as mudanças acontecem gradativamente e novas características são adaptadas a cada modelo do produto.

A inovação radical traz algo totalmente novo para o mercado, e gera mudanças impactantes nas atividades econômicas da empresa, podendo até criar mercados e tornar produtos obsoletos. A inovação radical é caracterizada pela criação da indústria de  um produto totalmente novo.

4) Abrangência da Inovação:

Uma inovação possui abrangência em âmbito mundial quando ela é totalmente nova em todos os mercados e indústrias, domésticos ou internacionais, e contribui para a evolução da economia mundial.
Quando a inovação é inédita na área de atuação da sua empresa, trata-se de uma inovação de mercado.
Quando uma inovação já existe no mercado (em empresas concorrentes), porém é algo novo na sua empresa, trata-se de uma inovação para a empresa.

5) O PDCA da Inovação:

O PDCA é um processo sistemático composto por atividades que orientam e organizam o processo de melhorias e inovações na sua empresa.
O PDCA é um ciclo de melhorias que deve ser implementado na gestão da sua empresa, e é composto de:  (P) Planejar+ (D) Desenvolver + (C) Controlar + (A) Aprender.

P - Planejamento:

O planejamento é o momento de definir como acontecerá todo o processo de inovação para dentro de sua empresa.  Para isso, é necessário elaborar um projeto que contemple as seguintes etapas:
- Definição do comitê da inovação, composto por colaboradores chave da empresa.
- Levantamento das oportunidades de inovação baseado no relacionamento com clientes, colaboradores, sociedade e fornecedores.
- Seleção das idéias com potencial inovador.
- Análise da viabilidade das idéias selecionadas.

D - Desenvolvimento:

No momento do desenvolvimento, é a hora de ser implementado tudo o que já foi previamente planejado na etapa anterior.
Para garantir o sucesso do desenvolvimento, é imprescindível ter um plano de implantação baseado nos seguintes questionamentos:
- O que é o projeto? Quais são seus objetivos? Quais benefícios a inovação trará?
- Porque elaborar um plano de implantação? Quem será o responsável pelo projeto?
- Quando será desenvolvido o projeto? Existe um cronograma que contemple todas as etapas?
- Onde? Existe um local com infraestrutura adequada para se desenvolver no projeto?
- Como acontecerá a implantação e monitoramento do projeto?

C - Controle e acompanhamento das inovações:

Procure se informar, acompanhe o processo, colete e analise dados periodicamente. Assim você não corre o risco de se perder no processo. 

A - Aprendizado:

É chegado a hora de aprender com o trabalho realizado.
- Reúna sua equipe e faça um levantamento de todo o processo. Identifique os pontos fortes e trabalhe naqueles pontos mais fracos, que ainda precisam de ajustes. 
- Recompense o trabalho executado e incentive os seus colaboradores a manterem a cultura da inovação na empresa.
- Define quais mudanças poderão ser feitas e quais outros ciclos podem ser disparados para a melhoria do processo.

6) Indicadores da Inovação:

Sua empresa é inovadora? Através dos indicadores da inovação é possível avaliar as práticas inovadoras do seu negócio e perceber o quanto sua empresa tem inovado em relação aos seus concorrentes. 
Geralmente as escolhas são feitas com base em experiências e indicadores.  Para não errar, procure indicadores já estabelecidos e padronizados.

Indicadores de Esforços = Avaliam o quanto a empresa está se dedicando à inovação: pessoas envolvidas, investimentos e estrutura disponível.

Indicadores de Processo = Avaliam o quanto você promove a inovação na sua empresa através das atividades voltadas para este processo: apresentação, seleção e implantação das idéias.

Indicadores de Resultado = Avaliam o quanto o negócio tem inovado através da análise dos números da empresa: clientes, lucro, vendas, serviços, etc.

7) Avaliação dos indicadores da sua empresa

Outra forma de avaliar e definir estratégias de crescimento é identificando o grau de inovação da empresa. Ao fazer isto você identifica o nível de seu negócio e, assim, planeja suas próximas ações para chegar ao patamar de uma empresa inovadora.

Fase 1 = Estágio Básico da Inovação Empresarial:

 Este é o momento no qual você percebe a importância e necessidade da inovação para a sobrevivência do seu empreendimento e passa a utilizá-la como estratégia de crescimento.

Fase 2 = Estágio Intermediário da Inovação Organizacional:

Uma vez compreendida a importância da inovação, é hora de buscar parcerias que favoreçam a inovação.

Fase 3 = Estágio Avançado da Inovação Organizacional:

Neste estágio, a empresa já possui uma cultura de inovação bastante definida e as ações do dia a dia, estão voltadas para esta prática.

8) Continuidade da Inovação:

Você conheceu todo o processo para adotar práticas inovadoras mas, sabe como manter a inovação na sua empresa?

Valor = Agregue valor ao seu produto e/ou serviço, assim criará um diferencial que distingue sua empresa do restante do mercado.

Trabalho  = Forme uma força de trabalho inovadora, escute idéias e envolva as pessoas em uma cultura de inovação.

Crenças = Trabalhe valores e crenças que contribuam para o desenvolvimento de uma cultura de inovação.

Equipe = Incentive o trabalho em equipe.

Criatividade = Explore e estimule a criatividade do colaborador.

Interesse = Demonstre disposição e interesse em experimentar o novo.

Comunicação = Estabeleça uma boa comunicação.

Notícias = Divulgue notícias sobre práticas inovadoras.

Informações = Mostre para a sua equipe a importância de proteger informações ligadas a inovação.

Recompensa = Valorize e recompense o colaborador pelas idéias apresentadas.


9) Conclusão:

Inovação ocorre quando sua implantação traz resultados positivos e lucros para a sua empresa, e o PDCA é o caminho para alcançá-la.

Ao implantar uma rotina voltada para a inovação, sua empresa cria um diferencial entre os concorrentes e passa a oferecer vantagens para o cliente. Isso resulta em crescimento e força para o seu negócio.