Total de visualizações de página

Google+ (Meus Seguidores)

Pesquisar neste Blog

Translate

domingo, 5 de novembro de 2017

Quanto cobrar?




#marketing #marketingdigital #marketingdeconteúdo #marketingredesocial
Quanto devo cobrar? por um serviço? por um trabalho? por um produto?
Essa é uma pergunta comum a várias pessoas em determinado momento da vida, no trabalho, no emprego. Não sabem ao certo o quanto devem cobrar por algo. Eu mesma já tive esta dúvida diversas vezes.
Tenho observado as redes sociais: Linkedin, Facebook, Instagram e Google+ já tem alguns anos. Tenho observado também que a economia está em crise, a economia está quase parada no Brasil, mas não apenas no Brasil, está parada em outros países também.
Notei em 2016 que no site 99Freelas tem pessoal de marketing digital cobrando 30 reais, 40 reais para fazer trabalhos de marketing em redes sociais, e sites de internet. E hoje eu achei no Instagram um anúncio de um pessoal de marketing digital em redes sociais no qual ele cobra R$49,99 reais mensal para ele fazer o marketing digital. Esse valor baixo demais é um tremendo absurdo. Esse valor baixo demais prejudica os profissionais de marketing mais experientes. Alguém precisa bater um bate-papo com esses jovens estudantes de marketing, esses jovens recém-formados em marketing.
Um eletricista cobra 100 reais por hora para fazer um trabalho com eletricidade, um bombeiro hidráulico cobra 100 reais por hora para consertar uma descarga ou consertar um encanamento hidráulico. Um marceneiro cobra 100 reais por hora para fazer um móvel. Uma faxineira cobra por dia de 100 reais a 200 reais mais o valor do transporte (passagem de ônibus) para fazer uma faxinha em residência por dia.
Um curso de Marketing custa caro, ele não é um curso barato. Para saber qual é o valor de um curso superior de Marketing, é só olhar os sites das universidades que oferecem esse curso na graduação e na pós-graduação, ver qual é o valor mensal que o aluno paga e depois multiplicar esse valor pela quantidade total de meses de duração do curso, para poder saber qual é o valor total do curso de Marketing oferecido pelas Universidades.
E a empresa Corel Draw (http://Corel.com) oferece o software para edição de imagens que também custa entre 400 reais e 1000 reais. E a empresa Adobe (http://adobe.com) também oferece softwares de edição de imagens que disponibiliza online aos usuários pelo valor que varia de 200 reais mensal a mais de 1000 reais anual, e que vários profissionais de marketing usam para fazer ilustrações, fazer o desenho de sites web, fazer portfólios para publicidade em redes sociais, fazer o layout das propagandas em jornais online, etc. Os softwares para criar a propaganda custam mais de 200 reais. E os cursos para aprender a usar esses softwares de desenho e edição de imagens são caros.
Hoje em dia todas as empresas dependem do marketing digital de conteúdo, para a economia andar, para conseguir vender os seus produtos. Eu acho que quem cobra esses valores de 30 reais, 40 reais, 50 reais, para fazer um trabalho de marketing digital, o mais provável, deve ser estudantes que ainda não concluíram o curso de Marketing, ou são os alunos recém-formados, que acabaram de se formar em Marketing, e que ainda não sabem qual valor devem cobrar pelos seus trabalhos. As empresas dependem de Marketing e Publicidade para conseguirem vender seus produtos. Trabalhar para empresas isso é assunto sério.
Hoje em dia a internet está do tamanho Big Data, com pessoas do planeta inteiro utilizando a internet diariamente. Um curso para uma pessoa aprender a programar Web custa entre 1000 a 7000 reais. Um curso para uma pessoa aprender a instalar e configurar uma rede de computadores cabo custa entre 1000 a 7000 reais também. Existem pessoas que invadem redes de computadores residenciais e empresariais via internet, existem pessoas que invadem bancos de dados web via internet, para roubar senhas, para roubar informações, e fazem isso de brincadeira, de qualquer local do planeta. Um curso sério de rede wireless para um técnico aprender como configurar um equipamento firewall, um roteador wireless, custa mais caro que um curso de rede cabo. Hoje em dia um profissional trabalhar com internet em empresas, é um assunto sério.
Esse valor de 30 reais, 40 reais, 50 reais que esses jovens cobram para fazer um trabalho de marketing digital de conteúdo no Instagram, no Facebook, no Google SEO, não é suficiente para pagar um sapato novo de boa qualidade que custa entre 100 e 200 reais, e não paga um terno novo caso esses jovens tenham que ir visitar um cliente que vale a pena conhecer pessoalmente.
O curso de Marketing realizado em um estabelecimento educacional sério, é um curso muito caro, o curso de marketing não é um curso barato. Alguém tem que conversar com esses jovens, fazer eles verem que cobrar 30 reais, 40 reais, 50 reais, por trabalhos de marketing digital é absurdo é inviável. Dessa forma, os jovens não conseguirão fazer um curso de atualização profissional quando isso for necessário. Na minha opinião teria que ser criado um valor mínimo para trabalhos feitos em marketing digital. Na minha opinião um valor de 150 dólares como sendo o mínimo a cobrar, pelos que estão começando a trabalhar e ainda não tem muita experiência, é o razoável. Esse valor de R$ 49,99 reais mensal que vi uma pessoa cobrando, isso é valor inviável, é absurdo.
A economia do Brasil está quase parada, e a economia de diversos outros paises também está quase parada. As empresas dependem do marketing digital e da publicidade para conseguir vender seus produtos e serviços. Com os jovens recém formados cobrando tão pouco por seus trabalhos, a economia irá continuar quase parada. Os profissionais mais velhos, e mais experientes, precisam ensinar aos jovens como eles devem criar uma tabela de custos, para eles poderem saber quanto cobrar por trabalhos. O que eu vi hoje, eu achei absurdo total 49,99 reais mensal em marketing.
Faltou lembrar uma coisa. O custo gasto de internet mensal por uma pessoa ou uma empresa é maior e mais caro que esses 30 reais, 40 reais, 50 reais, valor baixo demais , inviável para se trabalhar, é absurdo.
E os alunos que se formaram em marketing nas universidades, e já obteu o certificado de conclusão do curso superior, o Conselho Federal de Administração, através do Conselho Regional de Administração, fazem o cadastro do aluno, arquivam o certificado, fazem o registro profissional e emitem a carteirinha profissional para o profissional de marketing.
Por Ana Mercedes Gauna (04/11/2017)
CRA-RJ: 03-03161 | Consultor TI | @amgauna | @AnaGaunaTech | amgauna.eti.br

terça-feira, 29 de agosto de 2017

4a Revolução Industrial = Transformação Digital = 5G + IoT + AI + Cloud Computing






4a Revolução Industrial = Transformação Digital = 5G + IoT + AI + Cloud Computing


Já tem vários anos (2013/2014/2015/2016/2017) que eu estou lendo na internet no Twitter, no Linkedin, em grupos no Facebook, e em revistas online diversos assuntos: Cloud Computing, Big Data, Data Science, Inteligência Artificial (AI), IoT, 5G, Blockchain, Fintech, etc, tentando compreender no global como será nosso futuro.

Essa tecnologia está avançando rápido demais, as pessoas ficam velhas, e as nossas crianças e adolescentes, tentam aprender e acompanhar esse progresso, mas notei que vários não conseguem entender a nova tecnologia, para poder conseguir compreender e acompanhar.  O complicado tem que ser simplificado ao seu máximo, para as pessoas jovens e adultos poderem entender o básico, para depois conseguirem acompanhar o mais complicado dessa tecnologia nova, que a cada dia que passa , mais novidades são inventadas e criadas. Quando a inovação não é entendida e compreendida, quando a inovação não tem o sentido prático  da invenção informado e comprovado, ela é rejeitada. Uma inovação só tem sucesso quando a sua utilidade é entendida e é aceita pelos consumidores da tecnologia.  Com pessoas comuns (consumidores) as informações relativas a tecnologia tem que ser simples, e deixar a informação da complicação tecnológica para os técnicos analisar.

Essa 4a. Revolução Industrial, é a transformação digital que está sendo causada pela internet 5G + IoT + Inteligência Artificial (AI) + Cloud Computing de 2013 até 2017, pelo que eu li em vários artigos na internet.

Aqui no Brasil ainda estamos com a internet 4G nos celulares. Quando irá chegar a internet 5G no Brasil?  Nossa transformação digital, no Brasil, somente irá acontecer quando chegar o 5G aqui.

=======================================================================

Translation

There are already several years (2013/2014/2015/2016/2017) that I'm reading on the Internet on Twitter, Linkedin, Facebook groups, and online magazines in various subjects: Cloud Computing, Big Data, Data Science, Inteligência Artificial (AI), IoT, 5G, Blockchain, Fintech, etc., trying to understand in the global how our future will be.

This technology is moving too fast, people are getting old, and our children and adolescents are trying to learn and follow that progress, but I noticed that many can not understand the new technology in order to be able to understand and follow. The complicated has to be simplified to its maximum, so that young people and adults can understand the basics, and then manage to follow the most complicated of this new technology, which with each passing day, more news are invented and created. When innovation is not understood and understood, when innovation does not have the practical meaning of the invention informed and proven, it is rejected. An innovation only succeeds when its usefulness is understood and accepted by technology consumers. With ordinary people (consumers) information regarding technology has to be simple, and let the information of the technological complication for the technicians to analyze.

This 4th. Industrial Revolution, is the digital transformation that is being caused by the internet 5G + IoT + Artificial Intelligence (AI) + Cloud Computing from 2013 to 2017, so I read in various articles on the internet.

Here in Brazil we are still with the 4G internet in the cell phones. When will the 5G internet arrive in Brazil? Our digital transformation in Brazil will only happen when 5G comes here.


Por Ana Mercedes Gauna (29/08/2017)
Senior Business Systems Analyst | MCSE | CCNA2 | Microsoft Partner
www.amgauna.eti.br | anagauna.wordpress.com | anagaunatech.blogspot.com
Twitter: @amgauna @AnaGaunaTech | GitHUB: @amgauna

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Microsoft SQL Server 2008 com fim do suporte em Julho/2016


O produto Microsoft SQL Server 2008 já não tem mais suporte, conforme abaixo:
  • Microsoft SQL Server 2008 – Julho/2016 fim do suporte
  • Microsoft SQL Server 2008 R2 – Julho/2016 fim do suporte
Apesar disso, eu notei em 2016/2017 em mensagens dentro dos fórums técnicos da Microsoft que ainda existe vários técnicos e várias empresas utilizando o Microsoft SQL Server 2008, mesmo estando com o suporte técnico finalizado desde Julho/2016.

Quem ainda não fêz o upgrade do Microsoft SQL Server 2008 para o novo Microsoft SQL Server 2016, o procedimento para conseguir transferir os dados com segurança é:

1º Passo) No servidor com o Microsoft SQL Server 2008 instalado, tem que fazer um backup total da base de dados e guardar os arquivos do backup em um HD externo USB.

2º Passo) Anotar a configuração de memória mínima e memória máxima e anotar a configuração de páginação de idioma, que está configurado, e sendo utilizado pelo Microsoft SQL Server 2008.

3º Passo) Comprar uma máquina nova, para uso como novo servidor do banco de dados, paraq uso com os seguintes processadores (Quad Core com 4 núcleos de processamento ou Octa Core com 8 núcleos de processamento): 
  • motherboard para uso com o processador Intel XEON E5 (Quad Core)
  • motherboard para uso com o  processador Intel XEON E7 (Quad Core)
  • motherboard para uso com o processador AMD Quad Core
  • motherboard para uso com o processador AMD Octa Core
  • motherboard para uso com o processador Intel Core i5 Quad Core 
  • motherboard para uso com o processador Intel Core i7 Quad Core
4º Passo) Instalar nesse novo servidor o Microsoft Windows Server 2016 Essentials, e instalar o Microsoft SQL Server 2016, depois disso, criar uma pasta com o nome de backup e copiar os arquivos do backup que estão guardados no HD externo USB.

5º Passo) No Microsoft SQL Server 2016 copiar a configuração de memória mínima e memória máxima que estava sendo utilizado no Microsoft SQL Server 2008, e analisar se será preciso atualizar esses valores de memória mínima e memória máxima.

6º Passo) No Microsoft SQL Server 2016 tentar fazer o restauro dos arquivos do backup feito no Microsoft SQL Server 2008. Tudo estando configurado de forma correta, o upgrade do banco de dados irá funcionar.


Produtos que chegarão ao fim do suporte em 2017

 Service Packs que chegarão ao fim do suporte Data de efetivação
 Microsoft SQL Server 2012 Service Pack 210 de janeiro de 2017
 Microsoft SQL Server 2014 Service Pack 110 de outubro de 2017

Produtos que chegarão ao fim do suporte: os produtos a seguir chegarão ao fim do suporte em 2017. Não haverá novas atualizações de segurança, atualizações não relacionadas à segurança, opções de suporte assistido pagas ou gratuitas, nem atualizações de conteúdo técnico online.

 Produtos que chegarão ao fim do suporte Data de efetivação
 Microsoft Excel para Mac 2011
 Microsoft Lync para Mac 2011
 Microsoft Office for Mac 2011
 Microsoft Outlook para Mac 2011
 Microsoft PowerPoint para Mac 2011
 Microsoft Word para Mac 2011
---------------------------------------------------------------------------------------
10 de outubro de 2017
Microsoft Customer Care Framework 2005 .NET 2.0 Edition
Microsoft Internet Security and Acceleration Server 2006
Microsoft Voice Command 1.6
---------------------------------------------------------------------------------------
10 de janeiro de 2017
Microsoft BizTalk Adapters for Host Systems
Microsoft BizTalk FileAct and InterAct Adapters for SWIFT
Microsoft Dynamics NAV 5.0
Microsoft Exchange Server 2007
Microsoft Expression Web
Microsoft Host Integration Server 2006
Microsoft Office Communicator Phone Edition
Microsoft Office InterConnect 2007
Microsoft Visual Studio 2005 Team Edition for Database Professionals
Windows Vista
-----------------------------------------------------------------------------------------
11 de abril de 2017
Engyro Product Connectors for Microsoft System Center Operations Manager 2007
Microsoft Identity Lifecycle Manager 2007
Microsoft Integration Designer 2.5
Microsoft Intelligent Application Gateway 2007
Microsoft ProClarity Analytics Server 6.3
Microsoft ProClarity Desktop Professional 6.3
Microsoft ProClarity SharePoint Viewer 6.3
Microsoft SoftGrid Application Virtualization 4.1 for Desktops
Microsoft SoftGrid Application Virtualization 4.2 for Desktops
Microsoft SoftGrid Application Virtualization for Terminal Services 4.1
Microsoft Virtual PC 2007
Microsoft Visual SourceSafe 2005 Standard Edition
----------------------------------------------------------------------------------------
11 de julho de 2017
2007 Microsoft Office Servers
2007 Microsoft Office Suite
Microsoft Customer Care Framework 2008
Microsoft Dynamics GP 10.0
Microsoft Dynamics SL 7.0
Microsoft Expression BlendMicrosoft expressão Design
Microsoft Expression MediaMicrosoft expressão Studio
Microsoft Office Groove 2007
Microsoft Office Groove Server 2007
Microsoft Office Project 2007
Microsoft Office Project Server 2007
Microsoft Office Project Portfolio Server 2007
Microsoft Office SharePoint Designer 2007
Microsoft Office Visio 2007
Microsoft SharePoint Server 2007
Microsoft Visual J# Version 2.0 Redistributable Package Second Edition
Microsoft Windows SharePoint Services 3.0
10 de outubro de 2017

terça-feira, 18 de abril de 2017

HTML com UTF-8-pt-br (CGI-Bin)



Um servidor com o Microsoft Windows Server e o IIS (Internet Information Services) instalado, nele vem como padrão de instalação reconhecer o texto do HTML no idioma inglês. 

Recentemente, tive problemas de meu código HTML parar de reconhecer os acentos utilizados do idioma português-brasileiro.  Tentei de tudo, e nada fazia os acentos voltar a funcionar. Pesquisei em dois livros velhos de HTML da década de 80, e lá tinha um capitulo falando de CGI, então eu resolvi fazer um arquivo CGI para testar, e funcionou, a acentuação das palavras voltaram a funcionar perfeito novamente no HTML.

Caso algum de vocês passem pelo mesmo problema que eu, podem testar esta solução.






Esse arquivo paginacao.cgi tem que ser feito o upload para dentro do servidor web.

Criei um arquivo CGI-Bin chamado paginacao.cgi com o seguinte conteúdo abaixo, ele funcionou perfeito:

#!/bin/sh
Content-type: text/html
Language: pt-br
Charset: UTF-8-pt-br

========================================================================

Translation:

A server that has Microsoft Windows Server and Internet Information Services (IIS) installed, it is by default that the installation recognizes English-language HTML text.

I recently had problems with my HTML code failing to recognize the accents used in the Portuguese-Brazilian language. I tried everything, and nothing made the accents work again. I researched two old HTML books from the 80's, and there was a chapter talking about CGI, so I decided to make a CGI file to test, and it worked, the accentuation of the words came back perfect working again in HTML.

If any of you go through the same problem as me, you can test this solution.
This paginacao.cgi file has to be uploaded to the web server.

I created a CGI-Bin file called paginacao.cgi with the following content below, it worked perfect:

#! / Bin / sh
Content-type: text / html
Language: pt-br
Charset: UTF-8-pt-br

========================================================================

IIS configuration for UTF-8-pt-br (CGI-Bin) 

https://social.technet.microsoft.com/wiki/pt-br/contents/articles/37754.iis-configuration-for-utf-8-pt-br-cgi-bin.aspx

========================================================================

Por Ana Mercedes Gauna (18/04/2017)
Senior Business Systems Analyst
Twitter: @amgauna @AnaGaunaTech
WebSite: http://www.amgauna.eti.br
Blog: http://anagaunatech.blogspot.com
Blog: anagauna.wordpress.com

domingo, 2 de abril de 2017

Data Science (Books)


Bibliography Recommendation Data Science
 Gregory Piatetsky-Shapiro (Analytics, Data Mining, Data Science Expert, KDnuggets President) em More Free Data Mining, Data Science Books and Resources
The list below based on the list compiled by Pedro Martins, but we added the book authors and year, sorted alphabetically by title, fixed spelling, and removed the links that did not work.
  1. An Introduction to Data Science by Jeffrey Stanton, Robert De Graaf, 2013.
    An introductory level resource developed by Syracuse University
  2. An Introduction to Statistical Learning: with Applications in R by G. Casella, S, Fienberg, I Olkin, 2013.
    Overview of statistical learning based on large datasets of information. The exploratory techniques of the data are discussed using the R programming language.
  3. A Programmer’s Guide to Data Mining by Ron Zacharski, 2012.
    A guide through data mining concepts in a programming point of view. It provides several hands-on problems to practice and test the subjects taught on this online book.
  4. Bayesian Reasoning and Machine Learning by David Barber, 2012.
    focusing on applying it to machine learning algorithms and processes. It is a hands-on resource, great to absorb all the knowledge in the book.
  5. Big Data, Data Mining, and Machine Learning: Value Creation for Business Leaders and Practitioners by Jared Dean, 2014.
    On this resource the reality of big data is explored, and its benefits, from the marketing point of view. It also explains how to storage these kind of data and algorithms to process it, based on data mining and machine learning.
  6. Data Mining and Analysis: Fundamental Concepts and Algorithms by Mohammed J. Zaki, Wagner Meira, Jr., Data Mining and Analysis: Fundamental Concepts and Algorithms, Cambridge University Press, May 2014.
    A great cover of the data mining exploratory algorithms and machine learning processes. These explanations are complemented by some statistical analysis.
  7. Data Mining and Business Analytics with R by Johannes Ledolter, 2013.
    Another R based book describing all processes and implementations to explore, transform and store information. It also focus on the concept of Business Analytics.
  8. Data Mining Techniques: For Marketing, Sales, and Customer Relationship Management by Michael J.A. Berry, Gordon S. Linoff, 2004.
    A data mining book oriented specifically to marketing and business management. With great case studies in order to understand how to apply these techniques on the real world.
  9. Data Mining with Rattle and R: The Art of Excavating Data for Knowledge Discovery by Graham Williams, 2011.
    The objective of this book is to provide you lots of information on data manipulation. It focus on the Rattle toolkit and the R language to demonstrate the implementation of these techniques.
  10. Gaussian Processes for Machine Learning by Carl Edward Rasmussen and Christopher K. I. Williams, 2006.
    This is a theoretical book approaching learning algorithms based on probabilistic Gaussian processes. It’s about supervised learning problems, describing models and solutions related to machine learning.
Gregory Piatetsky-Shapiro (Analytics, Data Mining, Data Science Expert, KDnuggets President)
=======================================
Very interesting compilation published here, with a strong machine learning flavor (maybe machine learning book authors — usually academics — are more prone to making their books available for free). Many are O’Reilly books freely available. Here we display those most relevant to data science. I haven’t checked all the sources, but they seem legit. If you find some issue, let us know in the comment section below. Note that at DSC, we also have our free books:
There are several sections in the listing in question:
  1. Data Science Overviews (4 books)
  2. Data Scientists Interviews (2 books)
  3. How To Build Data Science Teams (3 books)
  4. Data Analysis (1 book)
  5. Distributed Computing Tools (2 books)
  6. Data Mining and Machine Learning (29 books)
  7. Statistics and Statistical Learning (5 books)
  8. Data Visualization (2 books)
  9. Big Data (3 books)
Here we mention #1, #5 and #6:

Data Science Overviews

Distributed Computing Tools

Data Mining and Machine Learning

=======================================

Minha lista de blogs