Total de visualizações de página

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Microsoft SQL Server - Upgrade SQL Server 2008 para SQL Server 2014


Microsoft SQL Server - Upgrade SQL Server 2008 para SQL Server 2014



Eu sei o seguinte: vários anos atrás, eu trabalhei usando um banco de dados SQL contendo vários anos de informações contábeis e informações de folha de pagamento dentro, era o RM Contábil e o RM Labore da RM Sistemas, no Microsoft SQL 6.5 Server e anos depois no Microsoft SQL Server 2000, em servidores DELL, utilizando uma unidade HP DAT SCSI externa de backup, sendo que depois de alguns anos utilizando o SQL, o tamanho do arquivo do banco de dados, estava grande demais, estava quase ultrapassando o limite (máximo de memória) que estava estipulado dentro do SQL, e com isso o sistema estava funcionando muito lento, quase parando, algumas vezes o sistema congelava, e isso somente foi resolvido e melhorado, foi depois que os valores default de memória (máxima e mínima) do SQL foram revisados, e um REINDEX foi executado. 

Então por isso, eu recomendo isto quando se fazer upgrade no Microsoft SQL Server:

  • No Microsoft SQL Server 2008 deve-se fazer um BACKUP da base de dados (MDF) e um  BACKUP dos arquivos de índice (FDL) que estão sendo utilizados por essa base de dados.
  • Os arquivos com extensão .BAK são backups de banco de dados, e podemos restaurar o backup do banco de dados utilizando o SQL Server Management Studio.
  • Os arquivos com extensão FDL, são log de transações. Eles mantém um registro de tudo o que foi feito dentro da base de dados, para fins de reversão (RESTORE).
  • Os arquivos MDF contêm tabelas, procedimentos armazenados e informações de contas de usuário, que são "anexados" ao servidor SQL, o que significa que ele pode adicionar, editar e excluir registros.
  • Deve-se fazer cópias de segurança dos arquivos MDF e FDL, porque são utilizados para recuperar informações, no caso do "SQL Server" falhar por causa de um problema no disco rígido ou corrupção do software, ou por falta repentina de energia elétrica.

  • Tem que se conferir como está feito o cadastro das informações default dentro das configurações do SQL Server Management Studio do SQL 2008.
  • Tem que verificar qual é o código de idioma que o banco de dados SQL está utilizando.
  • Tem que verificar qual é a quantidade de memória máxima e mínima que está cadastrada dentro do SQL Server Management Studio do Microsoft SQL Server 2008.
  • Tem que conferir se o tamanho atual do arquivo dessa base de dados está enquadrada dentro desses limites (máximo e mínimo), e se não estiver enquadrado dentro desses limites, tem que ser revisado os valores default da memória do SQL para uso dentro dessa base de dados, no SQL Server Management Studio.


    • Quando irá se fazer um upgrade de hardware ou software, de servidor SQL, sempre tem que ser comparado todos os itens de configurações existentes dentro do SQL Server Management Studio, em ambas as versões do Microsoft SQL Server.  Problemas podem ocorrer é quando algo que o SQL está utilizando, estiver faltando dentro dessa parte de configuração.





      • Pode ser feito o seguinte teste: testar fazer um RESTORE da base de dados junto com os arquivos de índice.  Testa se o SQL 2014 aceita um RESTORE direto dos arquivos do SQL 2008.  Se ele aceitar o RESTORE sem erros, vai nas configurações do SQL e ATIVA a base de dados, coloca para funcionar.
      • Eu já fiz esse trabalho de migração do SQL 6.5 Server (Windows NT4 Server) para o SQL 2000 Server (Windows 2000 Server), no ano 2000 ou 2001, utilizando um banco de dados contendo informações contábeis de vários anos dentro. E essa minha migração funcionou perfeitamente. 


      Isso é o que eu me lembro.  Fiz esse trabalho com o Microsoft SQL Server 2000, já tem muitos anos.

      Por Ana Mercedes Gauna (10/02/2016)