Total de visualizações de página

domingo, 21 de setembro de 2014

Remanejamento ao contrário prejudica o profissional

Recentemente vi acontecer com um amigo que trabalha vários anos em uma empresa. Ele começou a trabalhar como auxiliar de contabilidade, como fêz diversos cursos técnicos profissionais, poucos anos mais tarde recebeu promoção de cargo e passou a trabalhar com o serviço de dar suporte técnico na empresa. Foi uma pessoa feliz porque trabalhou na área que gosta, fazendo e aplicando diariamente parte do conhecimento que estudou. 
Passaram os anos, houve troca de Diretoria na empresa. Os novos diretores não conheciam o trabalho que ele desempenhava, creio que não pegaram a pasta dos funcionários no setor pessoal para analisar os funcionários, e resolveram dar ordens retirando suas tarefas uma a uma com o passar dos anos. Quando a última tarefa que ele desempenhava foi retirada, o setor pessoal queria remanejá-lo para trabalhar novamente no setor de contabilidade, setor onde o profissional iniciou trabalhando na empresa. Ele não aceitou e pediu demissão.
Li em diversos artigos, nos últimos anos, que as empresas podem remanejar os funcionários, sem prejuízo de salário para irem trabalhar em outros setores. Tudo bem. Mas na minha opinião remanejamento ao contrário prejudica o profissional em vez de ajudar o profissional. Na vida deve se andar sempre para o futuro, e não para o passado.

Por Ana Mercedes Gauna